“De tão específica e delicada, essa relação apenas se mantém num satisfatório nível de saúde quando definitivamente nos flexibilizamos para compreender o papel do outro na nossa história, criando uma possibilidade maior de estar disponível  para perceber e entender a atuação no que diz respeito à capacidade de transformar e melhorar a qualidade de vida das pessoas com deficiência, principalmente em relação a sua autonomia e independência”.*

Suporte entre pares

Aprimorar essa relação tão específica e delicada entre o atendente e seu contratante, produzindo um novo olhar sobre as pessoas com deficiência, idosos e TODOS que precisam do apoio de terceiros para participar de suas atividades sociais, é o objetivo principal do CVI-Rio em manter regularmente o curso de Atendente Pessoal.

Texto de Beth Caetano

 




Deixar uma Resposta