Mostra Diversidade em Cena

 

Comemoração do Dia internacional da Pessoa com Deficiência movimenta todo o Rio de Janeiro.

O CVI-Rio, em parceria com o Grupo Cataratas e a Biblioteca Parque, realizou a Mostra Diversidade em Cena em três locais no dia 03 de dezembro: no AquaRio,o maior aquário marinho da América do Sul, no Centro de Visitantes das Paineiras Corcovado, ponto de encontro entre frequentadores das Paineiras e turistas que embarcam nas vans para o Cristo Redentor, e na Biblioteca Parque do Centro do Rio.

A ação contou com apresentações de músicos com deficiência e pintores com a boca, buscando dar visibilidade a questão da deficiência como uma característica que compõe a diversidade humana. E celebramos a data em grande estilo com a banda The Walking Band, o Projeto Soul Jazz e o músico Glauco Cerejo passando por ritmos como Jazz, Bossa Nova e Blues.

Carioca, músico e professor de Música. Seus instrumentos são o sax tenor, o soprano e a flauta transversa, desde 1983. Com apresentações por todo o Brasil e outros países da América Latina, Europa e Ásia, Glauco e sua “orquestra virtual” passeiam por sofisticado repertório, que vai do Jazz à Bossa Nova, do Blues ao Chorinho e a MPB.

A banda nasceu da vontade de um músico cadeirante de promover a inclusão da pessoa com  deficiência ao mundo das artes, através de apresentações em espaços públicos e integração com a comunidade. Esse grupo instrumental demonstra a diversidade de estilos musicais, fazendo uma releitura de trabalhos musicais de bandas e artistas internacionais, ícones do soul jazz, formando um repertório eclético, que certamente agrada a todas as faixas etárias.

Com apresentações de Rock Clássico, desde Elvis, Chuck Berry, Little Richards, a Stephen Wolf, além da Jovem Guarda e clássicos dos anos 80, a The Walking Band é uma banda carioca de muito estilo.

Biblioteca Parque

Pintores com a Boca e os Pés

A Associação dos Pintores com a Boca e os Pés, fundada em 1956 por Erich Stegmann, tem proporcionado uma condição de vida independente para os seus membros, verdadeiros artistas, que não podem fazer o uso de suas mãos para a prática da pintura. Todos os artistas membros dessa Associação Internacional se beneficiam da venda da reprodução de suas pinturas transformadas em cartões de Natal, calendários e outras peças de grande expressão artística.




Deixar uma Resposta